Caroba, indicada para arborização e restauração ecológica

1 jul, 2024 | Guia de Espécies, Notícias

A caroba, carobão ou jacarandá-mimoso (Jacaranda micrantha) é uma espécie muito apreciada para fins paisagísticos, ornamentais ou na recuperação de ecossistemas degradados.

A espécie ocorre no Paraguai, Nordeste da Argentina e Brasil. Na Mata Atlântica e no Pampa brasileiro ocorre no Sudeste (Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo) e Sul (Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina) na Floresta Estacional Decidual, Floresta Estacional Semidecidual e Floresta Ombrófila Mista.

Em relação a sua ecologia, é uma espécie pioneira a secundária inicial, sendo mais encontrada na vegetação secundária; nas capoeiras, borda de mata até mesmo em terrenos abandonados. A caroba pode ser plantada em plantio misto, associado com espécies pioneiras, ou em linhas em faixas de 2 a 4 m de largura. É recomendada na recuperação de ecossistemas degradados e próxima de cursos d’água.

Além da restauração, a espécie pode ser utilizada de forma ornamental pela beleza das suas flores,  para arborização em parques, avenidas e rodovias.  Apesar de não estar ameaçada, ela vem sendo explorada no Alto Uruguai no Rio Grande do Sul, devido a sua baixa frequência e exploração na indústria e em construções em geral, e por suas propriedades medicinais*.

Caroba Jacaranda micrantha

Detalhes da flor, folha, sementes, árvore e tronco. Fotos: John Forlonge e João Augusto Bagatini para Flora Digital da UFSC 

Caroba

Nome científico: Jacaranda micrantha Cham.
Família: Bignoniaceae
Utilização: Madeira utilizada para marcenaria, carpintaria, instrumentos musicais, celulose e móveis. Paisagismo de grandes áreas.
Coleta de sementes:  diretamente da árvore quando começar a abertura espontânea dos frutos.
Época de coleta de sementes: Maio a setembro
Fruto: Seco deiscente.
Flor: Roxa
Crescimento da muda: Médio.
Germinação: Rápida.
Plantio: Mata ciliar, área aberta.
Status de conservação: Não listada – Portaria MMA 148/2022; LC – Menos preocupante (IUCN).

* Os dados sobre usos medicinais das espécies nativas são apenas para informação geral, onde os estudos foram feitos com propriedades isoladas em uma quantidade específica. O uso de medicamentos fitoterápicos deve ser seguido de orientações médicas

 

Fontes consultadas:

PROCHNOW, P. (org.). No Jardim das Florestas. Rio do Sul: Apremavi, 2007. 188 p. Disponível em: https://apremavi.org.br/wp-content/uploads/2018/03/livro-jardim-das-florestas.pdf. Acesso em: 27 dez. 2023.

CARVALHO, P. (2003). Carobão: Jacaranda micrantha.

FARIAS-SINGER, R. Jacaranda in Flora e Funga do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: <https://floradobrasil.jbrj.gov.br/FB114153>. Acesso em: 01 jul. 2024

JARENKOW, J. A; BRACK, P. Flora arbórea e arborescente do Rio Grande do Sul, Brasil. RiMa, 2006.

Autora: Thamara Santos de Almeida
Revisão: Vitor Lauro Zanelatto
Foto de capa: John Forlonge

Pin It on Pinterest