Tem uma área para restaurar?

Conta pra gente! Nós podemos ajudar você a restaurar a sua propriedade.

#AtivismoSIM

Nós acreditamos que a transformação da realidade por meio da ação prática é a principal forma de garantir um futuro, por isso somos parte do movimento #AtivismoSim.

Mata Atlântica em Restauração

A Restauração da Mata Atlântica é primordial para garantir a integridade ecológica dos ecossistemas e a manutenção da biodiversidade e da variabilidade genética das florestas, além de ser uma das estratégias brasileiras de mitigação e adaptação às mudanças climáticas.

Restaura Alto Vale

O Projeto Restaura Alto Vale, que será executado de 2018 a 2020,  tem como objetivo restaurar áreas degradadas da Mata Atlântica, contribuindo com a adequação de propriedades rurais e a conservação de mananciais hídricos e da biodiversidade no Alto Vale do Itajaí.

Clima Legal

O Programa visa promover a implantação de plantios para seqüestro de carbono ajudando a amenizar os efeitos do aquecimento global tanto no planeta, como em Santa Catarina. É também uma estratégia para a conservação da biodiversidade na Mata Atlântica e o fortalecimento da Apremavi.
Doações viabilizam reconstrução da estufa da Apremavi

Doações viabilizam reconstrução da estufa da Apremavi

Campanha de doações para reconstrução da estufa do Viveiro Jardim das Florestas, destruída com a passagem de um ciclone-bomba, é bem sucedida e em menos de dois meses arrecadou R$ 57.531,48 com a ajuda de 110 doadores.

ONGs ambientais vão ao STF contra desmonte na Lei da Mata Atlântica

ONGs ambientais vão ao STF contra desmonte na Lei da Mata Atlântica

Seis organizações ambientais, entre elas a Apremavi, pediram ao Supremo Tribunal Federal que rejeite a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) nº 6.446, que foi ajuizada pelo Presidente da República na tentativa de enfraquecer as regras de proteção da Mata Atlântica.

Centro Ambiental

Centro Ambiental Jardim das Florestas, localizado na comunidade de Alto Dona Luiza, em Atalanta (SC), abriga a sede da Apremavi e está equipado com alojamentos, auditório e biblioteca, oferecendo um espaço privilegiado para desenvolver atividades de educação e capacitação ambiental em contato direto com a natureza. Sua estrutura foi construída para a realização de cursos, seminários e eventos diversos, organizados pela Apremavi ou por instituições, prefeituras e empresas interessadas em utilizar o espaço para suas atividades.

Viveiro de Mudas

O Viveiro Jardim das Florestas, localizado na comunidade de Alto Dona Luiza, em Atalanta (SC), produz cerca de 1 milhão de mudas por ano de 200 espécies de árvores nativas da Mata Atlântica e é considerado o maior viveiro da Região do Alto Vale do Itajaí. Está equipado com grandes estufas e galpões que dão suporte para todo o processo de produção das mudas que são utilizadas na recuperação de áreas degradadas, em especial matas ciliares e nascentes. É um dos pilares para os projetos e atividades que a Apremavi desenvolve.

Áreas Temáticas

Clima e Restauração

Promove a implantação de plantios de mudas nativas para sequestro de carbono ajudando a amenizar os efeitos do aquecimento global em todo o planeta.

Conservação da Biodiversidade

Promove a conservação dos remanescentes florestais de Mata Atlântica existentes em Santa Catarina, por meio da criação e implantação de Unidades de Conservação.

Planejamento de Propriedades e Paisagens

Apoia a adequação ambiental de propriedades rurais e a implantação de paisagens sustentáveis.

Educação Ambiental e Informação

Promove a ampliação da consciência ambiental de indivíduos e organizações públicas e privadas, através de atividades de informação e educação ambiental.

Políticas Públicas

Propõe e influencia a aprovação de legislação específica e políticas públicas ambientais que promovam e garantam o desenvolvimento sustentável.

Desenvolvimento Institucional

Voltado para o crescimento da instituição, visando o seu fortalecimento, na busca da consolidação e sustentabilidade de suas ações.
A Mata Atlântica é um dos Biomas mais ricos em biodiversidade do mundo e também o segundo mais ameaçado de extinção. Abrangia uma área equivalente a 1.315.460 km² e estendia-se originalmente ao longo de 17 Estados. Hoje, restam apenas cerca de 12,5% da cobertura original que formam um mosaico de vegetações definidas como florestas ombrófilas densa, aberta e mista; florestas estacionais decidual e semidecidual; campos de altitude, mangues e restingas. Decretada Patrimônio Nacional na Constituição Federal de 1988, hoje moram em sua área de domínio em torno de 70% da população brasileira.

A Apremavi convida você a conhecer um pouco mais a beleza dessa exuberante Floresta…

 

 

Pin It on Pinterest