Viveiro da Apremavi entre 500 melhores projetos verdes da América Latina

1 Maio, 2020 | Notícias, Viveiro Jardim das Florestas

Os Prêmios Latinoamérica Verde acabam de divulgar a lista dos 500 melhores projetos sociais e ambientais da América Latina e o Viveiro Jardim das Florestas faz parte do ranking. Selecionado na categoria energia, pela instalação de placas de energia solar nas suas dependências como forma de mitigar a crise climática, o Viveiro está em 393° na colocação geral e em 24° no ranking da categoria.

Entregue desde 2013, os Prêmios Latinoamérica Verde são uma vitrine que energiza a economia verde e a sustentabilidade, exibindo iniciativas regionais em 10 categorias alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Este ano foram 2.540 projetos inscritos, de 25 países e 560 cidades. Do Brasil, 26 projetos figuram entre a lista de melhores.

Edinho Pedro Schaffer, presidente da Apremavi, comemora a colocação da organização entre os 500 melhores “quando o sonho da instalação de um sistema fotovoltaico na Apremavi virou realidade, nós vibramos, afinal não é toda ONG ambientalista que tem a oportunidade de produzir sua própria energia de forma limpa e renovável. E agora, fazer parte dessa lista nos mostra que fizemos a aposta certa. Espero que sirva de exemplo para todos“, complementa Edinho.

Entre as recompensas de se figurar na lista dos 500 melhores projetos verdes estão a membresia numa comunidade de projetos que gera contatos e alianças, a participação em uma plataforma comercial para divulgação do projeto e a oportunidade de exibir a iniciativa na maior galeria de projetos sustentáveis da América Latina. Este ano a cerimônia de entrega dos prêmios para os finalistas de cada categoria será em Guayaquil, no Equador.

A lista completa dos projetos selecionados entre os TOP 500 você acessa aqui.

Entre as recompensas de se figurar na lista dos 500 melhores projetos estão a oportunidade de participar de galeria de divulgação dos projetos. Vídeo: Prêmios Latinoamérica Verde.

A solarização do Viveiro

Em março de 2020 a Apremavi se tornou uma das primeiras ONGs ambientalistas do Brasil a ter uma estrutura sustentável e adaptada ao combate à crise climática.

Instaladas ao lado do Centro Ambiental Jardim das Florestas, num espaço que será utilizado como estacionamento, as 80 placas solares têm uma capacidade de produção mensal estimada em 2660 KWh. Isso suprirá a demanda energética de toda a estrutura da Apremavi – sua sede, Viveiro de Mudas e Centro Ambiental em Atalanta, o escritório em Rio do Sul e outras bases em Santa Catarina.

Ao lado do plantio de árvores, atividade que a Apremavi realiza desde sua fundação, o uso de energias alternativas e limpas, como a solar, é uma das formas mais eficientes de se combater o aquecimento global.

Placas fotovoltaicas foram instaladas em março de 2020 e desde então toda a demanda energética da Apremavi é suprida com a produção de energia solar. Foto: Arquivo Apremavi.

Autora: Carolina Schäffer

Pin It on Pinterest