Apremavi participa de ações ambientais na Alemanha

maio 3, 2013 | Bosques de Heidelberg, Notícias

Entre os dias 27 e 29 de abril, o presidente e a secretária executiva da Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi) Edegold Schäffer e Grasiela Hoffmann, acompanharam uma comitiva da ONG ambientalista Alemã BUND, da cidade de Heidelberg, até a Floresta Negra no sul da Alemanha.

O objetivo dessa viagem foi conhecer uma unidade de conservação regional que fica dentro do estado de Baden-Würtenberg, onde encontra-se o lago Wildes See.

O BUND, juntamente com outras organizações ambientais, está fazendo uma mobilização para que essa unidade de conservação seja transformada em Parque Nacional.

O principal argumento para esta reivindicação é o fato de que nesta floresta ocorrem alguns dos poucos exemplares da maior ave da Europa, que está fortemente ameaçada de extinção, o “Auer hahn” ou Galo Silvestre. A comitiva teve a grata surpresa de avistar um exemplar: “tivemos a grata surpresa de avistar esta ave de perto, algo muito raro de acontecer” afirma Edegold.

Outro fator que surpreendeu a todos foi uma grande nevasca que aconteceu durante a madrugada do dia 28: “para nós brasileiros não poderia ter sido melhor, pois nunca tínhamos presenciado algo assim. Já para os alemães, é um indicativo bem claro das mudanças climáticas, pois estamos em plena primavera aqui na Europa” comenta Edegold.

No dia 30 de abril os representantes da Apremavi ajudaram o BUND a distribuir tonéis de lixo e colar cartazes no caminho de acesso à montanha que contorna a cidade de Heidelberg. Nesta montanha existe uma grande arena ao ar livre, onde se reúnem todos os anos na noite do dia 30 de abril, milhares de jovens para celebrar a noite das bruxas.

Na manhã do dia 02 de maio, Edegold e Grasiela conheceram um Centro de Recebimento e Triagem de lixo. Na cidade de Heidelberg existem quatro unidades como esta. Nestes locais as próprias pessoas levam seu lixo, devidamente separado.

O que surpreendeu os representantes da Apremavi é o fato das pessoas terem que pagar para poder depositar certos tipos de lixo, como por exemplo os restos de materiais de construção, pilhas, lâmpadas e alguns outros materiais de difícil destino. Já outros materiais como sapatos, roupas e eletrodomésticos em bom estado de conservação, são separados e posteriormente destinados a pessoas carentes.

Na Alemanha cada família possui tonéis individuais de lixo, nos quais deverá depositar o lixo devidamente separados, pois existe uma fiscalização rigorosa e se o mesmo não estiver separado de forma correta, a família recebe uma multa de aproximadamente 150 euros, equivalente a aproximadamente R$ 400,00.

No último dia 26, os representantes da Apremavi haviam encerrado uma série de palestras nas escolas do ensino fundamental da cidade de Heidelberg na Alemanha. Ao todo, foram sete palestras com a participação de mais de 600 alunos.

As palestras aconteceram dentro de um projeto que a Apremavi tem em parceria com a ONG alemã BUND desde 1999, chamado “Der Regenwalt Komt in Die Klasserzimmer” ou “A Mata Atlântica vem para a sala de aula”.

O BUND é uma organização da sociedade civil alemã que luta pela preservação do meio ambiente. Atualmente, tem mais de duas mil filiais espalhadas por toda Alemanha e apóia projetos em vários países da América do Sul, Ásia e África, além da própria Alemanha.

A próxima etapa da viagem dos representantes da Apremavi será na Itália para conhecer uma usina de reciclagem de lixo que transforma o mesmo em energia elétrica e gás natural. O objetivo desta visita é trazer subsídios para os municípios da AMAVI em relação à tecnologia utilizada na Europa.

Autores: Edegold Schäffer e Grasiela Hoffmann.