Apremavi promove diversas ações na Semana do Meio Ambiente

14 jun, 2022 | Matas Legais, Matas Sociais, Notícias, Viveiro Jardim das Florestas

Equipe da Rádio Sintonia, líder em audiência na microrregião de Ituporanga (SC), esteve no Viveiro Jardim das Florestas para produzir conteúdos especiais para do Dia do Meio Ambiente. Além disso, promovemos ações de doação de mudas e palestras em alusão à data.

O jornalista Josué Eger foi recepcionado pela equipe do Viveiro, e conferiu de perto os movimentos rápidos para a entrega de mudas às escolas que realizaram ações na Semana do Meio Ambiente. Foi apresentada a tecnologia Ellepot, que permite a produção de mudas em uma embalagem biodegradável e produzida por fontes certificadas. Do tratamento das sementes até a saída para o plantio, as etapas para a produção de mudas foram explicadas com detalhes para os ouvintes da rádio.

Miriam Prochnow, co-fundadora e conselheira da Apremavi, sintetizou o trabalho realizado pela organização: “Essa não é apenas a rotina da Apremavi, mas de muitas pessoas dedicadas à proteção e defesa da Mata Atlântica. Temos o lema ‘Boca no trombone e mão na massa’. Boca no trombone porque atuamos em voz alta, sinalizando os retrocessos e crimes ambientais; já o mão na massa se refere às soluções que nós apresentamos para a sociedade, como o Viveiro Jardim das Florestas e as metodologias de restauração”.

Assista a entrevista e conheça algumas das pessoas responsáveis pela produção de mudas na Apremavi:

Durante a conversa também foi destacada a atuação junto às Unidades de Conservação, desde a proposição de novas áreas até a elaboração dos planos de manejo e participação em conselhos consultivos. Entre outros, a Apremavi ajudou a propor e/ou estabelecer o Parque Natural Municipal da Mata Atlântica (Atalanta), a Estação Ecológica da Mata Preta (Abelardo Luz) e o Parque Estadual das Araucárias (São Domingos e Galvão). Em 2010 criou sua própria Unidade de Conservação: a RPPN Serra do Lucindo, em (Bela Vista do Toldo), que protege mais de 316 hectares da floresta ombrófila mista.

A visita foi encerrada com um convite: “A Apremavi é uma organização que está sempre de portas abertas para a comunidade. Todos podem vir até Atalanta conhecer o viveiro, nossas áreas demonstrativas de restauração, se engajar com as causas ambientais e conhecer nossas atividades de perto”, Miriam completou.

+ Agende sua visita ou entre em contato conosco

Doação de mudas e palestras 

Ações de educação ambiental foram realizadas pela Apremavi no Paraná, através dos Projetos Matas Legais e Mata Sociais, que viabilizaram a doação de mudas e acompanharam plantios em diversas escolas. Edilaine Dick, coordenadora de projetos da Apremavi, ministrou palestras e dinâmicas para estudantes de Monte Carlo (SC); já a equipe do Projeto Matas Legais e Sociais SC esteve em várias escolas da região de Lages.

No sábado, véspera do Dia do Meio Ambiente, a Apremavi também esteve em Rio do Sul (SC), na tradicional doação de mudas organizada pela Rádio Mirador no centro da cidade. Cerca de dez caixas de mudas nativas foram distribuídas.

Registro das ações realizadas em centros de ensino. Fotos: Arquivo Apremavi.

Autor: Vitor Lauro Zanelatto
Revisão: hamara Santo de Almeida

Pin It on Pinterest