Apremavi vence o 28º Prêmio Expressão

31 mar, 2022 | Notícias

O 12º Troféu Onda Verde concedido para a Apremavi é um reconhecimento aos resultados do projeto Bosques de Heidelberg, que promove plantios na Mata Atlântica e a conexão de comunidades com a floresta. O projeto recebe o 28º Prêmio Expressão de Ecologia na categoria ‘Parceria Global Pela Segurança Climática’.

O projeto é fruto da parceria teuto-brasileira entre a Apremavi e a Bund für Umwelt und Naturschutz Deutschland – BUND, que já realizavam intercâmbios e apoio mútuo nas ações desenvolvidas pela causa socioambiental. A iniciativa tomou forma em 1998, quando os primeiros bosques foram plantados no coração de Santa Catarina.

Na prática, a Apremavi promove a produção de mudas nativas da Mata Atlântica e o plantio em áreas públicas e privadas, identificadas como paisagens degradadas ou outras que apresentam as características necessárias para que uma floresta possa crescer. Na Alemanha, a BUND realiza junto aos alunos das escolas da cidade a captação de recursos para viabilizar os plantios em terras brasileiras, através da venda de alimentos, como cucas e panquecas, durante as feiras organizadas pela comunidade escolar.

A concentração da captação acontece no período de Natal, quando os alunos são estimulados a substituir os tradicionais presentes de natal pela “compra” de mudas de árvores para restaurar a Mata Atlântica e dar de presente o certificado desse plantio. É possível identificar uma característica que amplia o significado do projeto, e quiçá pode explicar seu sucesso: o envolvimento das comunidades locais para implementar e dar profundidade ao projeto, que oportuniza espaços para a educação ambiental, cidadania e intercâmbios culturais.

Antes e Depois de área restaurada em 1999, através do projeto Bosques de Heidelberg. O bosque faz parte da Kruger Haus, propriedade particular em Trombudo Central, no Alto Vale do Itajaí (SC). Fotos: Arquivo Apremavi.

Além dos plantios, desde 2008, é realizada bianualmente a ação “Der Regenwald kommt in die Klassenzimmer” (A Mata Atlântica vai às salas de aula) na qual representantes da Apremavi realizam em Heidelberg uma semana de palestras em todas as escolas que fazem parte do projeto. As palestras são ministradas em alemão, para estudantes de 09 a 17 anos (Ensino Fundamental e Médio), envolvendo a cada ano cerca de 600 alunos. A palestra aborda principalmente temas como a Mata Atlântica no Brasil, suas riquezas e belezas naturais e também os problemas e ameaças que afetam a sua biodiversidade.

Um dos primeiros bosques do projeto pode ser avistado aos fundos de uma pequena unidade escolar, no interior de Atalanta (SC). A Escola Municipal de Ensino Fundamental Ribeirão Matilde hoje conta com a sombra de imponentes árvores para as brincadeiras dos alunos antes das aulas ou durante o intervalo. Vinte anos após o plantio, alunos e professores organizaram a publicação de uma cartilha para colorir inspirada na floresta ao lado do colégio.

Vídeo elaborado nas celebrações alusivas aos 20 anos do projeto Bosques de Heidelberg, em 2019. 

Principais resultados do Projeto

Plantios: em mais de 20 anos de existência, o Bosques de Heidelberg já promoveu o plantio de 161.448 árvores plantadas e doadas em campanhas de educação ambiental nos estados de Santa Catarina, Paraná e São Paulo, beneficiando 123 propriedades públicas e privadas e mais de 1.800 pessoas.

Troca de Saberes: foram realizadas sete ações “Der Regenwald kommt in die Klassenzimmer” (A Mata Atlântica vai às salas de aula), com a realização de palestras em 09 escolas da cidade de Heidelberg capacitando 3.610 alunos desde 2008.

Novas florestas: mais de 120 hectares já foram restaurados, sendo 15 bosques implantados em escolas da região do Alto Vale do Itajaí, em Santa Catarina.

Reconhecimento: o bosque implantado na Escola Municipal de Ensino Fundamental Ribeirão Matilde, em Atalanta, recebeu o I Prêmio de Educação Ambiental do Instituto de Meio Ambiente de Santa Catarina, em 2019.

O Prêmio Expressão de Ecologia

O Prêmio Expressão de Ecologia foi criado em 1993 pela Editora Expressão, um ano após a Conferência Mundial do Meio Ambiente no Rio de Janeiro – Eco 92, o primeiro evento da ONU no Brasil que discutiu as questões ambientais. O objetivo do Prêmio Expressão de Ecologia é divulgar as principais ações de sustentabilidade e incentivar a replicabilidade dessas iniciativas.

Em vinte e oito anos de realização, o Prêmio Expressão de Ecologia registrou 3.118 cases inscritos, das principais empresas, ONGs, prefeituras e entidades do Sul e, no último ano, do estado de São Paulo também. Ao contrário da previsão inicial, o Prêmio coleciona centenas de inscrições a cada ano e seus eventos de premiação tornaram-se ponto de referência da comunidade ambiental.

Este é o 12º Troféu Onda Verde, a materialização do Prêmio Expressão de Ecologia, que a Apremavi conquistou. Na última edição, a instituição foi laureada com os cases do projeto Restaura Alto Vale e do Viveiro Jardim das Florestas.

A premiação desta edição vai ocorrer durante o Fórum de Gestão Sustentável 2022. O evento será realizado no dia 27 de maio, das 14h às 17h, no Costão do Santinho Resort, em Florianópolis.

Autor: Vitor Lauro Zanelatto
Revisão: Carolina Schäffer
Foto de Capa: Arquivo Apremavi

Pin It on Pinterest